Voltar

Xô, procrastinação: hábitos para mudar

Xô, procrastinação: hábitos para mudar

Algumas dicas podem ajudar você e a sua família a adotar e manter hábitos saudáveis. Saiba como se organizar para ter mais qualidade de vida

Xô, procrastinação: hábitos para mudar

16 Outubro 2019

Quem nunca adiou um trabalho até o limite e, depois, teve de controlar o tempo e a ansiedade para dar conta de conseguir entregá-lo no prazo, que atire a primeira pedra. Com tantos compromissos ao longo do dia, é normal que as pessoas deem prioridade àquelas tarefas mais fáceis e práticas e prorroguem a mais complexa de ser cumprida. A questão se torna um problema crônico, para não dizer uma bola de neve, quando todas as atividades difíceis vão sendo procrastinadas. Pois aí, além da pressão que vai aumentando, esses adiamentos podem interferir também na sua saúde.

O mesmo acontece quando as pessoas passam o dia inteiro trabalhando e, no fim, parece que não fizeram nada, pois não conseguiram finalizar nem um terço do que era combinado. Em ambos os casos, segundo os especialistas, existe a necessidade de um bom planejamento para otimizar o tempo e dar conta de todas as atribuições do trabalho, até para ter mais qualidade de vida.

Falta de planejamento pode levar a doenças

A constatação de que não se é capaz de dar conta de tudo pode gerar uma grande frustração e acabar provocando sintomas, como cansaço excessivo, baixa autoestima, desânimo. E logo os sinais de doenças físicas também tendem a aparecer: dor de cabeça, hipertensão, gastrite. Tudo isso leva à reflexão de que é preciso se organizar melhor. Segundo especialistas, com o volume de informações que recebemos o tempo todo, além das facilidades tecnológicas, é muito fácil perder o foco. Por isso, para aproveitar melhor o seu dia, o primeiro passo é fazer um planejamento e anotar todos os compromissos em um único lugar.

Organize melhor o seu dia

Estabeleça metas. Trace um plano de tarefas que você tem que cumprir, e detalhe tudo que precisa ser feito. Assim, você economiza tempo e não fica parado pensando em qual caminho seguir.

Não deixe para depois. Esse hábito precisa ser mudando o quanto antes. Faça o possível para não adiar os seus compromissos. Em vez disso, planeje-se para fazer o necessário no prazo determinado.

Organize o seu local de trabalho. Executar as tarefas em um ambiente bagunçado pode ser um grande empecilho para você focar e produzir mais. Deixe o seu espaço, a sua sala e, principalmente, a sua mesa em ordem. Mantenha apenas o que é necessário para a execução das suas tarefas. Isso ajudará a prestar atenção apenas no que é importante.

Desconecte-se. Se você não precisa usar a internet para realizar uma tarefa, desplugue-se do que pode desviar a sua atenção. Dessa forma, você não terá o impulso de ficar no WhatsApp ou passeando pelo Instagram ou Facebook, enquanto o trabalho fica na espera.

Comece o dia realizando tarefas menores, de rápida conclusão. Assim, você terá tempo e energia para as atividades mais complexas e demoradas.

Faça uma coisa de cada vez. Precisou interromper uma tarefa? Conclua a outra mais urgente primeiro e, só depois, volte para a anterior. Quem tenta fazer tudo de uma vez, perde de 10 a 15% do seu tempo.

Não abrace o mundo com as mãos. Essa atitude pode atrapalhar bastante o seu desenvolvimento. Tenha em mente que, dificilmente, você conseguirá fazer tudo sozinho. Portanto, delegue funções e se livre das tarefas que não lhe pertencem, fazendo apenas o que está associado à sua função.

Bloqueie a agenda. Se você tem uma atividade importante para ser feita, mas que não é urgente, marque na agenda para realizá-la. Reserve como se fosse uma reunião com tempo para começar e terminar.


Texto: Fabiana Gonçalves | Edição: Ana Carolina Giarrante e Michel Vita | Design: Alex Mendes

Fonte: Jornal Extra, revista Claudia e Época Negócios, e Unimed

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (4 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em