Voltar

Câncer: como ajudar um amigo a enfrentar a doença

Câncer: como ajudar um amigo a enfrentar a doença

Sua amizade pode ajudar no caminho da cura: veja quatro dicas de como oferecer apoio prático e emocional para pessoas em tratamento contra o câncer

Câncer: como ajudar um amigo a enfrentar a doença

29 Janeiro 2020
Câncer de pele, câncer de mama, câncer de próstata ou qualquer outro: enfrentar a doença é sempre uma batalha muito difícil. Mas com pessoas queridas por perto pode ficar mais leve. Dia 4 de fevereiro é o Dia Mundial de Combate ao Câncer. Todos os anos, nesta data, a União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), traz uma campanha de Combate ao Câncer com o objetivo de ampliar a consciência e a educação sobre a doença, além de exercer pressão sobre governos e indivíduos em todo o mundo para que se mobilizem pelo controle do câncer.
 
A estimativa é de 600 mil casos novos de câncer por ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer. Mas, e se o caso for na sua família ou no seu círculo de amizades? O que fazer nessa hora? O que falar?  
 
Responder a essa pergunta é difícil, pois a forma de reagir à doença varia de acordo com o indivíduo. Mesmo que não tenha certeza sobre qual a melhor maneira de conduzir a conversa, às vezes é melhor falar do que evitar o assunto a todo custo. 
 

três amigos conversando

1 - Ouvir mais 

É importante ouvir o que a pessoa tem a dizer. Como ela está se sentindo em relação ao diagnóstico e se ela quer conversar mais sobre esse assunto com você. Demonstre interesse e esteja disponível para ouvir seus anseios ou mesmo para falar de outros assuntos para descontrair. Deixe-a decidir o que e o quanto se sente confortável para compartilhar.
 
Segundo Stan Goldberg, autor do livro “Loving, Supporting, and Caring for the Cancer Patient” (Amando, Apoiando e Cuidando de um Paciente com Câncer, em tradução livre), não ajuda muito contar outras histórias que você conhece ou repetir frases motivadoras. Para ele, estar junto e oferecer ajudas práticas podem valer mais que quaisquer palavras.
 
amigas lando louça

2 - Oferecer ajudas práticas no dia a dia

Geralmente, a pessoa em tratamento ainda quer se sentir ativa, mas pode estar debilitada. Pergunte a ela qual a melhor forma de ajudar. Ofereça-se para diminuir o cansaço, por exemplo ajudar com as compras do dia a dia, cozinhar, lavar a louça, entreter as crianças ou mesmo passear com o cachorro, se for o caso. 
 
duas amigas passeando na rua

3 - Encarar a queda de cabelo com naturalidade

O efeito colateral mais conhecido da quimioterapia é a alopecia que tem um efeito psicológico bem forte, especialmente nas mulheres. Se tiver intimidade, você pode se oferecer para ajudá-la a escolher lenços coloridos ou perucas. E por que não emendar um cineminha depois?
 
casal passeando na praia

4 - Convidar para um passeio

Os efeitos colaterais da quimioterapia são muitos e podem afetar o apetite e ânimo da pessoa em tratamento. Convide-a para fazer coisas que gosta e se distrair.
 
Sobretudo, esteja perto. A sua companhia é valiosa. 
 
 

Texto: Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Fonte: A.C. Camargo Cancer Center, BBC Brasil, World Cancer Day

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (2 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em