Saiba mais!

Blog Unimed Vale do Aço

Calendário

« Novembro 2021
SegTerQuaQuiSexSábDom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
     
       
Hoje

Pesquisar




08 Quinta-feira · Jan, 2015

Por que preferir os alimentos in natura?

 Novo Guia Alimentar orienta sobre os benefícios de escolher alimentos nada ou minimamente processados.

A segunda edição do Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, já está disponível para consulta - a primeira edição foi lançada em 2006. Entre os destaques desta atualização está o incentivo para o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados, obtidos diretamente de plantas e animais, os quais proporcionam uma alimentação balanceada e saudável, além de promover a sustentabilidade. 

Alimentos in natura: são obtidos diretamente de plantas ou de animais e não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza.

Alimentos minimamente processados: são alimentos in natura submetidos a processos como: limpeza, fracionamento, remoção de partes não comestíveis ou indesejáveis, secagem, moagem, fermentação, pasteurização, refrigeração e congelamento. Porém, não há acréscimo de açúcar, sal, óleos, gorduras ou outras substâncias ao alimento original.

Os alimentos obtidos diretamente de animais são ricos em proteínas, vitaminas e minerais. Porém, são pobres em fibras e podem conter grande quantidade de calorias por grama e de gorduras não saudáveis. Portanto, o Ministério da Saúde orienta incluir nas refeições os alimentos de origem vegetal que, na grande maioria, são ricos em fibras e nutrientes, e possuem menos calorias por grama em comparação aos de origem animal.

Fonte: Ministério da Saúde

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed. 


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 10:22 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
Comentários:

Postar um comentário:








HTML: NÃO permitido

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2009 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar