Calendário

« Dezembro 2021
SegTerQuaQuiSexSábDom
  
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
  
       
Hoje

Pesquisar




29 Quinta-feira · Jan, 2015

Aprenda a conservar os pães por mais tempo

  O armazenamento inadequado do alimento pode fazer com que ele mofe e/ou fique ressecado precocemente.

Se você está entre as pessoasque não possuem o hábito ou tempo para ir diariamente à padaria comprar um pão fresquinho, é muito provável que você já tenha enfrentado uma das seguintes situações: encontrar o pão embolorado de um dia para o outro ou encontrar o pão ressecado de forma que fique quase impossível consumir.

Na grande maioria das vezes, esses resultados ocorrem devido ao armazenamento inadequado dos pães. Além do prazo de validade, há diversos outros cuidados simples e algumas estratégias que podem auxiliar na tarefa de fazer com que ele permaneça o mais delicioso possível mesmo não sendo novinho.
 
ATENÇÃO: tenha cautela com o pão mofado. A estratégia de cortar a parte embolorada e, então, consumir o que sobrou pode ser um grande risco, pois muitas vezes o mofo na parte interna não está tão visível quanto por fora, mas permanece ali.

 

Fonte: SOS Solteiros UOL / Wickbold

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed. 


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 11:51 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [2] .
21 Quarta-feira · Jan, 2015

Recupere a boa forma após as festas

 Elencamos algumas dicas para quem exagerou nas últimas semanas e quer colocar o organismo em dia.

O ponteiro da balança subiu significativamente após a passagem das confraternizações de fim de ano? Afinal, é consenso que distanciar-se das tentações dos doces, assados, frituras e bebidas torna-se praticamente impossível em um período em que as delícias estão expostas em todos os lugares. Passados Natal e Réveillon, é hora de retomar os bons hábitos alimentares, optar por refeições mais saudáveis e reeducar o organismo. 

Medidas simples adotadas diariamente podem trazer resultados significativos. Listamos quatro dicas para colocar em prática. Aliado a elas, é necessário ingerir líquidos constantemente, pois eles são essenciais na missão de desintoxicar o organismo – prefira água, água de coco e suco natural de frutas. 

 

Fonte: Site Minha Vida / Site Boa Forma UOL

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed. 


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 15:28 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [1] .
15 Quinta-feira · Jan, 2015

Conheça a quantidade calórica das bebidas que você ingere

 Determinadas escolhas, quando não administradas de forma adequada, podem resultar em ganho de peso.

 

Comumente associa-se dieta apenas à restrição de determinados alimentos. Porém, as bebidas também podem colocar dietas à prova, com ênfase nas opções alcoólicas. Em um happy hour, por exemplo, deixar de ingerir petiscos, mas não dispensar uma cervejinha, auxilia no ganho de peso, e mais, pode promover a hipoglicemia (baixa taxa de glicose no sangue) e à desidratação devido ao aumento da diurese (produção de urina) ocasionada pela ingestão de álcool. 

DICA: ao consumir algo alcoólico, intercale com água e sucos naturais, para manter o organismo hidratado. 

O alerta em relação à quantidade calórica se estende também às bebidas não alcoólicas. Um copo de refrigerante, por exemplo, possui nove vezes mais calorias do que a mesma quantidade de suco natural de limão. Enquanto o refrigerante é composto por 90 calorias, em 200 ml de suco há 10 calorias. Para ajudar na missão de escolher os melhores acompanhamentos líquidos, separamos 10 bebidas alcoólicas e 10 não alcoólicas com suas respectivas calorias, de acordo com determinadas medidas. Confira:

 

 

 

 

Fonte: Site Boa Forma UOL / Site Saúde Terra 

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.  


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 12:44 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
08 Quinta-feira · Jan, 2015

Por que preferir os alimentos in natura?

 Novo Guia Alimentar orienta sobre os benefícios de escolher alimentos nada ou minimamente processados.

A segunda edição do Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, já está disponível para consulta - a primeira edição foi lançada em 2006. Entre os destaques desta atualização está o incentivo para o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados, obtidos diretamente de plantas e animais, os quais proporcionam uma alimentação balanceada e saudável, além de promover a sustentabilidade. 

Alimentos in natura: são obtidos diretamente de plantas ou de animais e não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza.

Alimentos minimamente processados: são alimentos in natura submetidos a processos como: limpeza, fracionamento, remoção de partes não comestíveis ou indesejáveis, secagem, moagem, fermentação, pasteurização, refrigeração e congelamento. Porém, não há acréscimo de açúcar, sal, óleos, gorduras ou outras substâncias ao alimento original.

Os alimentos obtidos diretamente de animais são ricos em proteínas, vitaminas e minerais. Porém, são pobres em fibras e podem conter grande quantidade de calorias por grama e de gorduras não saudáveis. Portanto, o Ministério da Saúde orienta incluir nas refeições os alimentos de origem vegetal que, na grande maioria, são ricos em fibras e nutrientes, e possuem menos calorias por grama em comparação aos de origem animal.

Fonte: Ministério da Saúde

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed. 


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 10:22 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
18 Quinta-feira · Dez, 2014

Prepare picolés refrescantes e nutritivos

 Praticidade e baixo custo também estão entre as principais características deste preparo caseiro.

 Quando o calor começa a ficar mais intenso, opções geladas de bebidas e comidas passam a integrar com mais assiduidade o nosso dia a dia. Para driblar a tentação dos sorvetes e milk-shakes gordurosos, uma ótima opção são os picolés caseiros que, diferente da maioria dos cremosos, não são sinônimo de gordura. 

Além de refrescar, é possível deixá-los repletos de vitaminas e nutrientes, afinal as frutas são os ingredientes chave do preparo. Isso também influencia no custo para produção, que pode ser relativamente baixo conforme as frutas escolhidas. Abaixo você confere todas essas características observando duas receitas deliciosas que separamos. 

 DICA: caso você não possua forminhas específicas para picolé, utilize copinhos de plástico e palitos de madeira.

 

Fonte: Site Vivo Mais Saudável

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 16:28 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
16 Terça-feira · Dez, 2014

Você sabe como escolher o filtro solar adequado?

  Entender as informações contidas no rótulo dos produtos é essencial para a melhor escolha.

Visando maior proteção do consumidor, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, em 2012, novas regras para filtros solares. Os fabricantes tiveram dois anos para se adequar e as normas passaram a valer este ano. Entre as mudanças, foi estabelecido o Fator de Proteção Solar (FPS) mínimo, que subiu de dois para seis. 

Com as novas exigências, os fabricantes precisam informar no rótulo as proteções que o filtro solar oferece - envelhecimento prematuro da pele (raios UVA), queimaduras solares e alterações celulares que predispõem ao câncer da pele (raios UVB). O período para reaplicação do produto também precisa estar especificado. 

Está proibido denominar qualquer produto como bloqueador solar ou divulgar que ele fornece 100% de proteção. Conforme o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), é impossível chegar à proteção total, pois muitas pessoas não têm o hábito de aplicar a quantidade ideal e de reaplicar o produto no tempo recomendado.

DICA: lembre-se de proteger os lábios, para isso escolha um batom com FPS 30.

 

 Fonte: American Academy of Dermatology / Anvisa / Idec

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 13:50 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
09 Terça-feira · Dez, 2014

Surpresas para a noite de Natal

Algumas brincadeiras podem deixar essa data ainda mais mágica e divertida para toda a família.

Desde os primeiros anos de vida da criança é possível trabalhar o real sentido do Natal, deixando bem longe a impressão de uma simples data comemorativa associada à troca de presentes, com finalidade puramente comercial. Este é o momento perfeito para disseminar valores que envolvem união, família e amizade. Tudo isso pode ser feito por meio de brincadeiras simples, que conseguem de forma suave despertar o espírito natalino em todos os membros da família. 
Selecionamos três ideias, que podem ser colocadas em prática, pois os momentos são distintos para cada uma delas. Inspire-se com as sugestões e deixe essa época do ano ainda mais emocionante, encantada e divertida. 


Fonte: Disney Babble / GNT
Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 17:07 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
10 Segunda-feira · Nov, 2014

Transforme o lixo orgânico em adubo

 Conheça a técnica da compostagem e utilize-a para adubar a horta, jardim e flores que você possui em casa.

 Restos de frutas, verduras e legumes (não cozidos) não precisam necessariamente ir para a lixeira. Com a prática da compostagem, o que seria jogado fora pode ser utilizado para adubar vasos com flores, hortas e jardins. Além de ser excelente para as plantas, é uma boa forma de reduzir a quantidade de resíduos orgânicos que iria para o lixão. A técnica é simples e pode ser feita inclusive por quem reside em apartamento, pois não é necessário separar um espaço grandioso da casa. 

O que PODE compostar? 

- Restos de frutas, legumes (não cozidos), verduras e cascas de ovos

- Borra de café (inclusive o filtro) e saquinhos de chás

- Galhos, grama, cascas de árvores 

O que NÃO PODE compostar?

- Alimentos de origem animal (queijo, gordura e carnes em geral)

- Alimentos cozidos

- Plantas doentes

- Fezes de animais e lixo do banheiro

- Cinzas de cigarro, carvão ou madeira

- Material não orgânico (vidro, plástico, couro, etc)

 


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 13:23 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
13 Segunda-feira · Out, 2014

Como ser mais saudável em um restaurante por quilo?

Atualmente, desfrutar de uma comidinha caseira na hora do almoço é privilégio de poucos, principalmente quando avaliamos o dia a dia dos trabalhadores que residem nas cidades maiores. Uma das opções mais viáveis para quem precisa almoçar fora de casa é o restaurante por quilo. Essa opção, se utilizada com cautela, pode tornar-se aliada da boa alimentação. 

A imensidão de opções no buffet podem, em um primeiro momento, nos deixar propensos a cair em tentação. Porém, a vasta variedade de alimentos nos permite escolhas diárias distintas, combinadas para formar um prato nutritivo, além de evitar que em pouco tempo estejamos enjoados da comida. Para auxiliar nessas escolhas, separamos cinco dicas simples e fáceis de aplicar. 
Fique atento: diversos carboidratos integram as saladas, entre eles estão o grão de bico, milho, ervilha, batata e mandioquinha.

Fonte: Site Mais Equilíbrio / Site MdeMulher / Site Comer bem é tudo de bom

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 16:45 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
08 Quarta-feira · Out, 2014

Dê uma atenção a mais ao lanche escolar

  Inspire-se com as dicas e prepare uma lancheira saudável e apetitosa para os seus filhos.

Você costuma dedicar um tempinho do seu dia para avaliar o que seu filho leva para comer na escola? O lanche consumido no intervalo das principais refeições fornece energia à criança, auxiliando para que ela mantenha a disposição durante a aula e a concentração nos estudos. Porém, para que isso ocorra, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), é necessário que esses alimentos possuam quantidade moderada de gordura, açúcar e sal. 
Atente-se ao rótulo dos alimentos
Os alimentos podem “enganar” e passar a impressão de que são saudáveis. Um dos exemplos mais sólidos disso é o famoso e tão apreciado pão em formato de bisnaguinha. Embora ele seja tão “simpático”, um estudo da Universidade de São Paulo apontou que o pão bisnaguinha possui o dobro de gorduras em comparação a um pão tradicional, além de ser pobre em fibras, as quais são necessárias para a digestão e prevenção do colesterol ruim. 

DICA: as informações nutricionais estão expostas no rótulo dos alimentos, portanto, analisar o rótulo é a estratégia mais eficaz quando se busca preparar um lanche nutritivo.

 

Fonte: Site MedlinePlus / Revista Veja / Site IG – Filhos

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.



Tags: #dicasdobem  

Publicado as 10:52 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
18 Quinta-feira · Set, 2014

Atenção para a alimentação pré-treino

A ingestão de determinados alimentos pode atrapalhar o seu desempenho durante os exercícios.

Alimentar-se antes da prática de exercícios físicos é fundamental, afinal o organismo necessita de energia para chegar até o fim do treino. Porém, há diversos alimentos que não são indicados no pré-treino, pois podem influenciar negativamente no rendimento dos exercícios. O ideal é prezar por fontes de carboidratos complexos, como os pães, aveia e massas integrais. 

DICA: se você está na correria e possui pouco tempo antes do treino para se alimentar, opte por lanches leves, entre eles frutas como laranja, manga e caqui.

O que eu posso ingerir? 

Inúmeras são as recomendações em relação a alimentos que potencializam os treinos. Porém, para facilitar o seu cardápio, elencamos uma série de alimentos que não são indicados antes de realizar atividades físicas. Confira: 

 

 Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 15:37 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
14 Quinta-feira · Ago, 2014

Intensifique sua produtividade

 Hábitos e escolhas inteligentes podem fazer nosso dia render muito mais.

O fim do dia chegou e tornou-se rotineira a sensação de que você precisaria de muito mais que 24 horas para realizar todas as tarefas que possui? 

Saiba que com determinadas escolhas inteligentes é possível otimizar (e muito) cada minuto do dia. A fundadora da organização global Funders and Founders, Anna Vital, elencou uma série de dicas que influenciam na organização do nosso tempo, afinal estão relacionadas com a alimentação, agenda, corpo, mente e vestuário. Separamos 11 hábitos que podem facilmente ser incorporados ao dia a dia. Veja: 

 

Fonte: Startups Funders and Founders / Revista Exame

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed. 


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 10:52 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
07 Quinta-feira · Ago, 2014

Inove no Dia dos Pais

Para este dia 10 de agosto, separamos três sugestões que vão deixar a comemoração com a cara dos pequenos.

Comemorar o Dia dos Pais merece situações clássicas – família reunida, presentes, abraços e muito carinho. A importância da data pode ser trabalhada com mais intensidade ao fazer com que as crianças se envolvam totalmente na programação. Além de presentes, é possível incrementar esse dia com atividades divertidas, que certamente vão emocionar os papais. Separamos três ideias para inspirar na escolha da programação dominical. Leia, planeje com as crianças e “mãos na massa”:

 

 Fonte: Revista Pais e Filhos

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 15:27 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
01 Sexta-feira · Ago, 2014

Amamentação: boa para o bebê, boa para a mãe

 

Hoje é celebrado o Dia Mundial da Amamentação. A data é muito importante para ser relembrada todos os anos, tendo em vista que está diminuindo cada vez mais o número de adesão de mães que amamentam. 

No geral, em todo o mundo, a porcentagem de mães que amamentam seus filhos após receberem alta hospitalar é de 98%. Infelizmente, o número de crianças que recebem exclusivamente o leite materno cai vertiginosamente para 60% ao fim do primeiro mês de vida, passando a 20% ao final do quarto mês e para apenas 5% no final do sexto mês. Esses índices estão muito abaixo dos padrões recomendados pela Organização Mundial da Saúde, que indica apenas o aleitamento materno como fonte de nutrição para bebês de até 6 meses de vida. 

“A amamentação nos primeiros 6 meses de vida é de fundamental importância. Além de dar um conforto maior para os bebês, melhorando muito o relacionamento mãe-filho, as crianças adquirem grande imunidade contra doenças comuns nesta idade, além de terem menos propensão a problemas alérgicos em todos os aspectos. Está provado que crianças amamentadas exclusivamente no peito se desenvolvem muito melhor”, explica Luiz Roberto Dib Mathias Duarte, médico pediatra e superintendente de Negócios e Desenvolvimento da Unimed do Brasil. 

De acordo com o especialista, outros alimentos só devem ser introduzidos após os 6 meses de idade e o leite materno pode continuar sendo fonte nutricional. “Não existe data limite para a amamentação. Após seis meses, quando são introduzidos outros alimentos à rotina da criança, a amamentação pode ainda ser continuada de acordo com a disponibilidade materna, já que muitas mães trabalham fora do lar, o que dificulta a continuidade da amamentação”, complementa Dib. 

Apesar disso, muitas mães enfrentam problemas para amamentar e alguns dos principais motivos, segundo o médico, são a dificuldade que alguns bebês têm para sugar o peito (às vezes devido a mamilos retraídos) e a mastite (inflamação da glândula mamária), que deixa os peitos extremamente dolorosos. 

Por outro lado, os benefícios do aleitamento materno são inúmeros, e não somente para a saúde física e cognitiva dos pequenos. O momento da amamentação é de extrema satisfação para a mãe, pois a aproxima da criança, reforçando os vínculos de afeto entre os dois. 

Confira 10 benefícios da amamentação para o bebê e a mamãe: 

- O leite materno é o alimento mais completo e equilibrado, pois atende a todas as necessidades de nutrientes e sais minerais da criança até os 6 meses de idade. 

- Fácil de ser digerido, provoca menos cólicas nos bebês. 

- Colabora para a formação do sistema imunológico da criança, previne alergias, obesidade e anemia. 

- O momento da amamentação aumenta o vínculo entre mãe e filho e colabora para que a criança se relacione melhor com outras pessoas. O contato e o vínculo entre mãe e filho promovido pelo aleitamento também têm um efeito positivo no desenvolvimento psicológico da criança. 

- A sucção ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê. 

- Amamentar por mais de 6 meses faz bem à saúde mental da infância à adolescência. Substâncias presentes no leite (como a leptina) ajudam a combater o estresse. 

- Ajuda no desprendimento da placenta, contribuindo para a volta do útero ao tamanho normal. Com isso, também evita o sangramento excessivo e, consequentemente, que a mãe sofra de anemia. 

- Protege a mãe contra o câncer de mama e de ovário, além de doenças cardiovasculares. 

- Reduz o risco de a mulher desenvolver síndrome metabólica (doenças cardíacas e diabetes) após a gravidez, inclusive para aquela que teve diabetes gestacional. 

- A amamentação dá às mães as sensações de bem-estar, de realização, e também ajuda a emagrecer, pois consome até 800 calorias por dia. 

Fonte: Unimed do Brasil


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 13:39 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
29 Terça-feira · Jul, 2014

Ler em voz alta ajuda a estimular o cérebro dos bebês

 

Academia Americana de Pediatria aponta uma série de benefícios que esse hábito pode trazer para a criança.


A mais nova conduta anunciada pela Academia Americana de Pediatria (AAP) recomenda que os pediatras orientem os papais e mamães a praticar a leitura em voz alta para as crianças desde o nascimento. Isso porque estudos mostram que uma parte significativa do desenvolvimento do cérebro ocorre durante os nossos três primeiros anos de vida. Nesse sentido, a leitura em voz alta estimula as habilidades de comunicação dos pequenos, o aperfeiçoamento do vocabulário e faz com que as crianças adquiram capacidades emocionais úteis para toda a vida. 
Fazer com que o bebê tenha contato com os livros desde os seus primeiros dias aumenta as possibilidades de que a leitura torne-se parte integrante da rotina dele, facilitando inclusive a pré-alfabetização. A pediatra Pamela C. High, autora da nova conduta da AAP, mencionou que o momento da leitura deve ser visto como uma atividade divertida em família. Afinal, é uma forma de estreitar ainda mais o vínculo dos pais com o bebê. Confira três dicas para deixar esse momento bem agradável: 

 

 Fonte: The New York Times / Revista Crescer / American Academy of Pediatrics

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Tags: #dicasdobem  

Publicado as 08:29 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2009 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar