Calendário

« Dezembro 2021
SegTerQuaQuiSexSábDom
  
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
  
       
Hoje

Pesquisar




14 Sexta-feira · Fev, 2014

10 dicas para conservar melhor os alimentos no calor

A temperatura sobe e a durabilidade de frutas e verduras não é a mesma. No calor, a melhor pedida são justamente esses alimentos mais leves. O Universo Jatobá informa hoje tudo o que você precisa saber para evitar o desperdício.

1 . Planeje bem as compras da semana. Com o clima quente, todos, geralmente, comem menos.

2 . Escolha bem os alimentos. Na hora de escolher as frutas e hortaliças, evite as que estejam machucadas ou amassadas.

3 . Todo cuidado é pouco na hora de lavar. Procure lavar as frutas somente antes de comer. Para guardar, passe um pano úmido para evitar danos na casca.

4 . As frutas e hortaliças devem ser mantidas na parte de baixo da geladeira, pois a temperatura é mais alta.

5 . A temperatura da geladeira deve ser mantida em torno de 6ºC. O ar muito gelado pode prejudicar a conservação.

6 . Após lavar as hortaliças, deixe que as folhas sequem bem antes de guardar.

7 . Se for colocá-las em saquinhos, seque-os bem e faça um furo para ventilar. Sacos fechados favorecem a deterioração dos alimentos.

8 . Prefira as frutas e hortaliças da época.

9 . Invista no preparo de sucos e aproveite as cascas das frutas.

10 . Para aproveitar a couve, por exemplo, dá para preparar o gelinho de couve, que serve como complemento a diversos sucos. 

Anote a receita do gelinho de couve:

Use um maço de couve orgânica bem lavada. Retire o talo branco e passe tudo no liquidificador ou processador com 100 a 150 ml de água ou água de coco.

Coloque a mistura em forminhas de gelo e leve ao freezer. Quem preferir pode acrescentar folhinhas de hortelã.

Use de três a quatro pedras em cada receita de suco. 

Fonte: www.universojatoba.com.br  


Tags: #consumoconsciente  

Publicado as 10:45 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [0] .
04 Terça-feira · Fev, 2014

A flor Boca de Leão

Nativo da região do Mediterrâneo, desde o norte da África até a Espanha e Itália, a boca-de-leão é uma das flores ornamentais mais antigas a ser cultivada!

O nome vem das suas flores, que possuem dois lábios (inferior e superior) e quando apertadas lembram uma boca se abrindo. Elas possuem uma deliciosa fragrância que pode ser sentida ao se aproximar.

A boca de leão Montego é uma variedade importada, com galhos muito firmes e flores grandes. As plantas são extremamente compactas, atingindo apenas 15 a 20 cm de altura, e o melhor lugar para plantá-las é em vasos e jardineiras.

Florescem durante todo o período que vai do outono até o começo do verão, portanto companheiras perfeitas para o amor perfeito e as violas!

Crescem melhor à sol pleno, mas toleram sombra parcial e precisam de regas frequentes para não murcharem.

 

Fonte: Site Empório das Sementes


Tags: #consumoconsciente  

Publicado as 15:45 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [3] .
21 Terça-feira · Jan, 2014

Não Deixe o Planeta Água Secar

A mascote Helinho está por ai dando conselhos sobre o consumo consciente de água. Como somos parceiros de nosso amiguinho nesta missão de repensar nossos hábitos, hoje vamos saber mais sobre...

 

14 coisa que você não deve jogar na privada...nem no ralo! Elas poluem rios, lagos e mares, o que contamina o ambiente e os animais. Também deixa mais difícil obter a água que nós mesmos usaremos. Alguns produtos, como fio dental, podem causar entupimentos.

Cotonete e fio dental

Medicamento e preservativo

Óleo de cozinha

Ponta de cigarro e poeira de variação de casa

Fio de cabelo e pelo de animais

Tinta que não seja a base de água

Querosene, gasolina, solvente e tíner

Jogue estes produtos no lixo comum. Alguns deles, como óleo de cozinha, medicamento e tinta, podem ser levados a pontos de coleta especiais, que darão a destinação final adequada.

Fonte: MANUAL DE ETIQUETA (edição 2013) É uma publicação da Iniciativa Planeta Sustentável e da Editora Abril.  


Tags: #consumoconsciente  

Publicado as 11:38 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [50] .
14 Terça-feira · Jan, 2014

Participe da Nova Campanha!


Tags: #consumoconsciente  

Publicado as 12:00 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [6] .
07 Terça-feira · Jan, 2014

Campanha de Consumo Consciente

Para iniciar o ano de 2014 com boas vibrações, o Setor de Comunicação da Unimed Vale do Aço, em parceria com o Comitê de Integração começa a trabalhar a "Campanha de Consumo Consciente". Com a juda do mascote Hélio, vamos dar dicas e informações bem legais sobre esse tema.

Mas afinal...o que isso tem haver com nosso dia a dia? Para que possamos contribuir com as ações que serão realizadas e participar "conscientes", vamos ler um pouquinho sobre como começou toda essa história...e tudo começou com a tal da SUSTENTABILIDADE.

Com o apoio do professor Luiz Carlos Cabrera, nosso mascote Hélio vai nos ajudar a desvendar esta palavra!

  Sustentabilidade é a palavra que mais se ouve e se lê por aí — na administração, na economia, na engenharia ou no Direito. Mas, afinal, o que significa sustentabilidade? Como bom mentor, vou tentar explicar de forma simples o conceito que já faz parte da vida moderna. Em primeiro lugar, trata-se de um conceito sistêmico, ou seja, ele correlaciona e integra de forma organizada os aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade. A palavra-chave é continuidade — como essas vertentes podem se manter em equilíbrio ao longo do tempo.

 Quem primeiro usou o termo foi a norueguesa Gro Brundtland, ex-primeira ministra de seu país. Em 1987, como presidente de uma comissão da Organização das Nações Unidas, Gro publicou um livreto chamado Our Common Future, que relacionava meio ambiente com progresso. Nele, escreveu-se pela primeira vez o conceito: "Desenvolvimento sustentável significa suprir as necessidades do presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprirem as próprias necessidades". Note que interessante: a proposta não era só salvar a Terra cuidando da ecologia, mas suprir todas as necessidades de gerações sem esgotar o planeta. "Nem de longe se está pedindo a interrupção do crescimento econômico", frisou Gro. "O que se reconhece é que os problemas de pobreza e subdesenvolvimento só poderão ser resolvidos se tivermos uma nova era de crescimento sustentável, na qual os países do sul global desempenhem um papel significativo e sejam recompensados por isso com os benefícios equivalentes."

Parece que Gro Brundtland adivinhava a crise recente das economias do norte e já salientava o papel dos países emergentes, como Brasil, China e Índia. Para você, vale lembrar que a sustentabilidade se aplica a qualquer empreendimento humano, de um país a uma família. Toda atividade que envolve e aglutina pessoas tem uma regra clara: para ser sustentável, precisa ser economicamente viável, socialmente justa, culturalmente aceita e ecologicamente correta. O desafio é enorme, envolve várias gerações e, por isso, você precisa estar ligado no tema.

Luiz Carlos Cabrera é professor da Eaesp-FGV, diretor da PMC Consultores e membro da Amrop Hever Group

Fonte: Revista Você S/A

Dicas de leitura:

http://www.ofuturoquenosqueremos.org.br/sustainability.php

http://planetasustentavel.abril.com.br/sustentabilidadee/sustentabilidade.shtml

http://universojatoba.com.br/categoria/sustentabilidade/


Tags: #consumoconsciente  

Publicado as 15:45 por Janaina Samira de S. Gonçalves  |  Comentários [9] .
Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2009 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar