Pesquisar


Calendário

« Setembro 2020
SegTerQuaQuiSexSábDom
 
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
    
       
Hoje


25 de Abril de 2018, Quarta-feira

 

O Programa Viva Leve - Mudança de Hábitos tem previsão de início no dia 16 de maio. Acontecerá às quartas-feiras, às 7h. Interessados devem agendar uma avaliação com a nutricionista da Casa Unimed pelo telefone 3212-2367 ou pelo e-mail [email protected] 

Tags: +saude  
Publicado as 09:19 por Comunicação  |  Comentários [1] .
11 de Abril de 2018, Quarta-feira

 

Atividade física: leve, moderada ou intensa?

Você sabia que para cada faixa etária há uma recomendação de atividade física?
Descubra mais e saia já do sedentarismo

Os benefícios de manter o corpo em movimento vão além de eliminar peso. Nadar, correr ou simplesmente caminhar é saudável para a mente, o corpo, o coração e demais órgãos. Isso porque enquanto mantemos o nosso corpo ativo, eliminamos toxinas, reduzimos o colesterol "ruim" (LDL), aumentamos o colesterol "bom" (HDL), evitamos o acúmulo de gordura, melhoramos o sistema cardiorrespiratório, aumentamos nossa disposição e autoestima, entre outras vantagens. Antes de iniciar qualquer atividade é importante procurar o médico.

Crianças e adolescentes
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), crianças e adolescentes dos 5 aos 17 anos devem participar de brincadeiras, jogos, esportes, educação física e atividades que envolvam recreação e locomoção tanto com a família, amigos e colegas. É desejável que a duração das atividades físicas seja de pelo menos 60 minutos por dia, ou de três a cinco horas por semana. Elas podem ser moderadas ou mais intensas.

Adultos e idosos
Para a faixa etária dos 18 aos 64 anos, a OMS recomenda 150 minutos de atividade moderada por semana ou 75 minutos de atividade intensa.

Entre as alternativas estão caminhar, pedalar, fazer serviços domésticos, praticar jogos e esportes. As atividades devem ser realizadas em períodos de no mínimo 10 minutos de duração.

A partir dos 65 anos, a OMS recomenda a atividade física moderada, de preferência em grupo e, no mínimo, três dias por semana. A intensidade vai depender das condições físicas e da mobilidade de cada um.

Texto: Jailde Barreto / Design: Carolina Moura | Alex Mendes
Fonte: Ministério da Saúde
Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Tags: +saude  
Publicado as 10:41 por Comunicação  |  Comentários [1] .
04 de Abril de 2018, Quarta-feira

 

Tags: +saude  
Publicado as 10:03 por Comunicação  |  Comentários [0] .
21 de Fevereiro de 2018, Quarta-feira

 

 

Tags: +saude  
Publicado as 08:35 por Comunicação  |  Comentários [0] .
24 de Janeiro de 2018, Quarta-feira

 

 

Tags: +saude  
Publicado as 16:19 por Comunicação  |  Comentários [0] .
17 de Janeiro de 2018, Quarta-feira

 

Proteja-se dos raios UVA e UVB

A exposição à radiação ultravioleta tem efeito acumulativo e pode resultar em manchas, pintas, sardas ou tumores benignos e malignos. Os raios UVA são os responsáveis pelo fotoenvelhecimento. Eles penetram profundamente na pele e podem causar diversos tipos de câncer. Por ter a mesma intensidade em qualquer estação do ano, o uso do protetor solar é importante até mesmo no inverno. Já os raios UVB são responsáveis por queimaduras solares e ardência da pele.

Dicas valiosas

Para prevenir os efeitos dos raios ultravioletas, evite o sol das 10h às 16h, use protetor solar, chapéu e óculos escuros com proteção UV. Ao fazer atividade física, troque o chapéu pelo boné, proteja-se com camisas de manga longa próprias para a prática e abuse do protetor solar. Dê preferência por produtos com, no mínimo, FPS 30. Caso a pele seja mais clara, opte por um fator de proteção solar maior.

      

Evite a insolação

A insolação é resultado da exposição prolongada ao sol e ao calor. Dependendo da gravidade, pode ocasionar desidratação, queda de pressão, taquicardia, falta de ar e até perda de consciência. Evite o problema ingerindo bastante água mineral, isotônicos ou água de coco.

Gestantes e bebês: cuidados especiais

Além dos riscos já mencionados sobre a incidência do sol sobre a pele, as gestantes podem desenvolver melasmas, que são manchas marrons que aparecem nas bochechas. Apesar de ter cura, nem sempre todas as manchas desaparecem com o tratamento.

Já os bebês só devem ficar expostos ao sol antes das 10h e após as 16h e, sempre que possível, protegidos pela sombra ou por roupas. A partir dos seis anos, eles já podem usar protetor solar.


Texto: Jailde Barreto / Design: Carolina Moura
Fonte: Hospital Albert Einstein e Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)
Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Tags: +saude  
Publicado as 10:22 por Comunicação  |  Comentários [0] .
13 de Setembro de 2017, Quarta-feira