Blog Central

Blog Central

Calendário

« Dezembro 2021
SegTerQuaQuiSexSábDom
  
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
  
       
Hoje

Pesquisar




19 Quarta-feira · Set, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Juiz de Fora propõe "uma revolução para ressignificar a saúde"

Desde 2005, a Unimed Juiz de Fora iniciou um processo para investir todo seu esforço na mudança do modelo de atenção. Uma nova forma de gerir a saúde de forma mais fluida, baseada em propósito, na experimentação, no empoderamento das pessoas, na transparência e na horizontalidade dos processos, para favorecer a comunicação direta e a autoconfiança.

"A Unimed não é apenas uma operadora de planos de saúde. Ela criou um ecossistema para expressar toda uma linha de cuidados que vai muito além de atender o beneficiário no momento em que ele está doente. Estamos cuidando e interagindo com as pessoas também no período em que estão bem. Isto é ressignificar o conceito de saúde", explica o presidente da Unimed Juiz de Fora, Hugo Borges.

O objetivo é simples: fazer com que a oferta de serviços se aproxime cada vez mais das reais e momentâneas necessidades de saúde dos clientes que estão mudando ou desejam mudar o estilo de vida para outro mais saudável, até mesmo por influência e incentivo da própria Unimed. 

E para implementar de vez a mudança em uma busca concreta pelos novos desafios propostos às organizações empresariais em plena era pós-digital, a cooperativa reuniu, no início de setembro, cerca de 80 médicos integrantes diretamente de sua gestão - por meio de conselhos, diretoria, auditoria, núcleo de relacionamento e comitê de especialidades -, para a primeira edição da Jornada Estratégica, evento criado para envolver os cooperados no debate sobre a execução das sete diretrizes estratégicas que estão norteando as iniciativas da Unimed Juiz de Fora.

Em breve, a Jornada Estratégica, terá rodas de conversa periódicas e outras rodadas semelhantes, até que os mais de 1,3 mil cooperados estejam engajados e se sintam desafiados por esta mudança de mentalidade e de comportamento. "Somos um ecossistema que depende fundamentalmente do entendimento e da ação do médico, tanto na gestão do empreendimento, como para mudar o modelo de atenção, para que este propósito chegue até o cliente final. Ele é o agente principal desta mudança. Claro que existem outros profissionais que integram a equipe multidisciplinar do cuidado, mas é o médico que puxa e congrega as ações", ressalta Hugo Borges, bastante entusiasmado com o resultado do evento. "A Unimed está em uma nova e saudável perspectiva e acho que conseguimos dar esse recado que foi muito bem recebido pelos cooperados", afirma.

Jornada traz o cooperado para dentro de casa

A singular acredita na Jornada Estratégica não apenas como uma mera iniciativa para envolver o médico cooperado em um planejamento estratégico já pronto. Ela é antes de tudo um convite a buscar respostas e dar concretude a desafios que foram identificados, desde o princípio, de forma colaborativa. "Precisamos que as pessoas participem de uma maneira mais propositiva na busca por soluções", observa o consultor de gestão estratégica da Unimed Juiz de Fora, o CEO da Fourge, Luciano Mantelli." A cooperativa está em outro nível. O discurso mudou. Não é só comunicar, mas sim trazer os cooperados para dentro de casa".

Criada para fazer com que o novo modelo de gestão atinja quem está fora das estruturas internas da Unimed, mudando o relacionamento com o médico cooperado sobretudo, a jornada é um canal direto para que a proposta de valor para a saúde seja, de fato, ressignificada, a partir do comprometimento com a mudança. Para favorecer essa compreensão, o evento foi estruturado no formato de arena, com pits (breve exposição) da diretoria para entendimento do cenário, seguidos de mesas de debate e proposição, a partir das sete diretrizes estratégicas da cooperativa.

"Todos passaram por todos os desafios. Os grupos se mesclavam a cada 15 minutos para discutir soluções para os diferentes desafios da Unimed. E aconteceu exatamente o que a gente queria. Os cooperados questionaram situações e se questionaram, conversaram olho no olho, propondo questões concretas com a energia de quem é protagonista, com paixão empreendedora. Foi contagiante", afirma Mantelli.

"Todo esse esforço é para que a Unimed se torne realmente um plano de saúde ressignificado. Para que seja cada vez mais uma cooperativa médica que tem no seu DNA pessoas que escolheram esta vida de cuidado e de cuidar. Que escolheram trabalhar em rede de uma maneira mais sustentável, mas, principalmente, com essa pegada de gerar valor para muito além dela e de si mesmos, para provocar impacto positivo na vida de muita gente", concluiu o consultor.

 


Tags: assistencial   ais   juizdefora   colaborando   cooperados   modelo  

Publicado as 15:48 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [68] .
12 Quarta-feira · Set, 2018

Colaborando

Colaborando: fundo de Investimento criado pela Unimed Sul Capixaba para construir hospital faz maior mobilização da história da cooperativa

A iniciativa pioneira e inovadora da cooperativa do Espírito Santo foi premiada no Simpósio Unimed 2018, na categoria Gestão Administrativa e Financeira

O diretor-presidente da cooperativa, Leandro Baptista, ressalta que o FII, além de ser uma forma de investimento e impulso econômico para região, é uma maneira de viabilizar o capital econômico para as melhorias hospitalares que a Unimed Sul Capixaba precisa. "O Fundo foi idealizado para que a cooperativa pudesse atender a demanda da região por um novo hospital, mas, ao mesmo tempo, seja um investimento para cooperados e para os integrantes do nosso Sistema, com rentabilidade e ganho de patrimônio", explica.

Para viabilizar a construção da sua nova unidade hospitalar, a Unimed Sul Capixaba constituiu um Fundo de Investimento Imobiliário (FII), que resultou na maior mobilização de seus cooperados e parceiros ao longo de quase 30 anos da cooperativa. Esta foi a primeira singular do Sistema Unimed a desenvolver o modelo como alternativa para ampliar a verticalização da sua infraestrutura. Foram captados mais de R$ 61 milhões e o investimento total irá superar os R$ 72 milhões, somados os valores do terreno e o da construção da unidade hospitalar.

O processo de construção do novo hospital foi iniciado em 2011, desde então há um processo de diálogo e transparência com os cooperados para encontrar a melhor proposta para a construção da unidade hospitalar. O projeto foi desenvolvido em etapas sendo a última delas a constituição do Fundo de Investimento Imobiliário, aprovado por 94% dos votos dos presentes na assembleia realizada em 2016.

Cooperados durante um dos encontros realizados

"Esta participação dos cooperados possibilitou que entendessem a importância de construir um novo hospital e tivessem segurança em aprovar um projeto tão grandioso e inovador", frisa Baptista, que na gestão anterior foi diretor Financeiro da Unimed Sul Capixaba.

Em agosto, a iniciativa foi case premiado no Simpósio Unimed 2018, na categoria Gestão Administrativa e Financeira, sendo apresentado no Painel Experiência de Sucesso, espaço destinado a mostrar procedimentos bem-sucedidos adotados pelas singulares. 

Projeto do novo hospital

O projeto do recurso foi desenvolvido a partir de um rigoroso estudo de viabilidade econômico-financeiro do empreendimento e realizado por consultores independentes e uma equipe de profissionais da operadora. Entre outros pontos, foi identificada a demanda reprimida e crescente na região Sul do Espírito Santo, que chega a 606 leitos hospitalares e 78 do tipo UTI.

Diretoria da Unimed Sul Capixaba na inauguração
da pedra fundamental do empreendimento

A nova unidade tem previsão de término em dois anos e possibilitará uma melhor gestão dos custos assistenciais, gerando mais oportunidades de trabalho para os médicos. O projeto do hospital é modular, começando com 128 leitos na primeira fase e chegando a 400 leitos na terceira. Terá, ainda na primeira fase, 11 salas cirúrgicas, 20 leitos de UTI, Serviço de Oncologia, Centro de Imagem com RM, TC, US, Endoscopia e Cardiologia.

O hospital permitirá um aprimoramento na qualidade de atendimento e aumentará significativamente a capacidade da Unimed Sul Capixaba de absorver novos clientes e executar procedimentos de média e alta complexidades. 

 


Tags: hospital   cooperados   colaborando  

Publicado as 16:42 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [8] .
15 Quarta-feira · Ago, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Uberlândia aposta no modelo de remuneração DRG

A Unimed Uberlândia está construindo uma nova forma de valorar o custo assistencial, deixando de focar na administração da quantidade de recursos gastos em cada tratamento, como é feito atualmente no país.

A cooperativa buscou um instrumento que auxiliasse as operadoras a cumprir diversos requisitos legais da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), chegando ao modelo de remuneração DRG. "Precisávamos de um sistema de gestão assistencial com métricas que nos proporcionasse ações para melhoria da qualidade assistencial aos nossos clientes. Precisávamos também conhecer o perfil epidemiológico dos internados e que nos permitissem ações de continuidade do cuidado pós-hospitalar", explicou a gestora de Provimento em Saúde da Unimed Uberlândia, Cristiane Moreira da Silva.

A singular acredita que a implantação do método deve envolver médicos, hospitais, gestores públicos e privados de saúde, além da sociedade civil. Por isso, a novidade foi apresentada para cooperados e representantes dos serviços credenciados por meio de encontros presenciais. Durante as ocasiões foi explicada a necessidade de alcançar um modelo de atenção e remuneração que ampliasse a qualidade e a eficiência no atendimento, resultando em uma melhor experiência para o paciente. Agilidade nas suas autorizações, desospitalização mais segura, redução de readmissões, internações e eventos adversos foram ganhos destacados.

"A metodologia do DRG contempla a Gestão da Clínica, ou seja, prover atenção de qualidade: centrada no cliente, estruturada com base em evidências científicas. E o que é mais importante, o cliente gradativamente terá acesso a informação podendo diferenciar os serviços que oferecem melhor qualidade e resultados avaliados por indicadores de saúde", afirma Cristiane.



Cristiane Moreira da Silva, gestora de Provimento em Saúde da Unimed Uberlândia

Também foi apresentada a importância da cooperativa estar alinhada às recomendações da Agência Nacional de Saúde (ANS) que reforça a necessidade de maior qualidade, transparência, informação para o cliente, e a necessidade de mudança do modelo de atenção à saúde.
A primeira fase de codificação e compartilhamento do banco de dados com a rede prestadora já foi implantada. A próxima etapa será de discussões entre o Núcleo de Segurança dos pacientes da Unimed com rede hospitalar. Tudo com o objetivo de enfrentar os desafios que a saúde brasileira tem vivenciado frente a mudança no padrão das doenças - aumento das doenças crônicas, introdução acríticas de novas tecnologias, a transição demográfica e epidemiológica.

 

Como esta implementação pode melhorar o atendimento 
do beneficiário na prática

Cristiane explica que ao categorizar o paciente em um produto DRG, o hospital e a operadora de saúde já têm os parâmetros pré-estabelecidos para conduzir o atendimento. Isso permite um melhor gerenciamento dos custos hospitalares, uma avaliação de qualidade do serviço prestado e do desempenho da equipe multidisciplinar, bem como a prevenção de erros e eventos adversos. 

Essa metodologia também permite entregar valor ao sistema de saúde e reduzir os desperdícios assistenciais, facilitando o desenho do perfil de atendimento hospitalar, determinando o tempo de permanência da internação e o consumo de recursos.

Entre os indicadores de desempenho do DRG mais usados no Brasil, são destaque: a eficiência do uso do leito, taxa de condição adquirida; mortalidade de DRG de baixo risco, taxa de reinternação hospitalar e as condições clínicas sensíveis ao cuidado primário. 

 


Tags: uberlândia   remuneração   colaborando   drg  

Publicado as 15:02 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [3] .
08 Quarta-feira · Ago, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Itapetininga aposta em terapias intensivas para reabilitação de pacientes

A Unimed Itapetininga investiu em tecnologia e Recursos Humanos no espaço Unimed Reabilita, que realiza terapias intensivas no tratamento de crianças com paralisia cerebral e autismo. São oferecidos aos pacientes tratamentos especializados em PediaSuit®, ABA (Applied Behavior Analysis - Análise Comportamental Aplicada), Método Bobath e Integração Sensorial.

O local atende aproximadamente 25 crianças autistas e com paralisia cerebral. O objetivo é fazer com que elas atinjam seus potenciais, melhorando a independência de forma dinâmica e individualizada em um ambiente lúdico e estimulante. 

Os pacientes são encaminhados para os tratamentos de acordo com a deficiência (motora, cognitiva e/ou sensorial), sendo acompanhados durante todo tratamento por uma equipe interdisciplinar. "Nossa equipe se reúne semanalmente para trocar informações, evoluções e o diagnóstico de cada paciente. Assim podemos dar um tratamento melhor e até mesmo mais segurança aos pais", explica a fisioterapeuta Katia Tanabe.

No momento são tratadas crianças de Itapeva (SP) e Itapetininga. Miguel, de 5 anos, um dos pacientes, sofre de paralisia cerebral média. Ele é levado pela mãe, Andressa Coelho, duas vezes por semana para três horas de tratamento de PediaSuit®. "Melhorou muito a coordenação e a fala. Antes só conseguia dizer algumas palavras e agora já consegue formular frases. Também já consegue ficar de pé e até dar alguns passos com ajuda", comemora a mãe.

    

Miguel é tratado desde bebê, mas foi há um ano que começou na Unimed Reabilita com o PediaSuit®. "Antes tinha iniciado em uma clínica particular, porém aqui na Unimed encontrei mais aparelhos e profissionais", compara.

A equipe Unimed Reabilita é composta também pelas psicólogas Andressa Costa, Priscila Ozi e Bianka Gomes, pelas terapeutas ocupacionais Amanda Franci e Debora Venâncio, a fonoaudióloga Daniela Pereira, pela educadora física Vanessa Bianchi, a fisioterapeuta Decia Bueno, pela psicopedagoga Josimacia Souza e a analista ABA Gabriela Moysés.

Os tratamentos

O PediaSuit® é uma vestimenta ortopédica funcional composta por chapéu, colete, shorts, joelheiras e calçados adaptados que são interligados por bandas elásticas. O objetivo é criar uma unidade de suporte para alinhar o corpo o mais próximo do funcional possível, restabelecendo o correto alinhamento postural.

A ABA (Applied Behavior Analysis - Análise Comportamental Aplicada) envolve ensino intensivo e individualizado de habilidades para que a criança obtenha independência e qualidade de vida, dando novas habilidades ao paciente e gerando a redução de comportamentos em excesso (agressões, fugas de demanda).

O Bobath é um tratamento neuroevolutivo que tem como objetivo a solução de problemas de função, movimentos e tônus. O método trabalha a criança de acordo com sua fase de desenvolvimento, facilitando padrões normais ou inibindo padrões patológicos. O objetivo é melhora nas reações de equilíbrio e proteção, além de melhora no tônus.

A Integração Sensorial trabalha com os cinco sentidos da criança com o objetivo de melhorar a organização do comportamento, aprendizado e emoção. O paciente é trabalhado por um terapeuta ocupacional, que o dirige na busca de uma adequação de respostas.

 


Tags: atendimento   colaborando   terapias  

Publicado as 17:20 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [3] .
01 Quarta-feira · Ago, 2018

Colaborando

Colaborando: programa de inovação da Unimed BH busca iniciativas no setor de saúde

A inovação e a tecnologia têm sido grandes aliadas na sustentabilidade do setor da saúde suplementar. Pensando nisso, a Unimed BH desenvolveu um programa que incentiva e apoia startups que podem se tornar parceiras ou fornecedoras da cooperativa, a fim de dar acesso antecipado a soluções inovadoras e tendências de mercado. Confira o case na íntegra no "Colaborando" da semana.

Em sua segunda edição, LinkOne seleciona startups 
 

A Unimed BH está com inscrições para a segunda edição do seu programa de inovação aberta, o LinkOne, pioneiro no Brasil no setor de saúde. Realizado em parceria com a INSEED Investimentos, o LinkOne seleciona startups para se conectarem à cooperativa e realizarem projetos pilotos a fim de prospectar novos clientes, parceiros e investimentos. O foco, desta vez, será na "Experiência do Paciente" e na "Eficiência Assistencial" e as inscrições vão até o dia 05/08 pelo site www.unimedbh.com.br/linkone.

Startups de todo Brasil com produtos ou serviços que apresentam soluções para os eixos experiência do paciente, eficiência assistencial, regulação em saúde e transformação digital na saúde podem se candidatar para o programa, que terá 20 semanas de duração e atividades como pilotos e mentoria com executivos. A INSEED, gestora de investimentos mais ativa na área de saúde da América Latina, vai orientá-las com o objetivo de torná-las mais atrativas para o mercado podendo, inclusive, avaliar a possibilidade de investir nas selecionadas. Até cinco startups serão escolhidas para se tornarem fornecedoras ou parceiras da cooperativa, aumentando a possibilidade de captação de investimentos para o desenvolvimento do negócio.

"Inovar está em nosso DNA. Investimos permanentemente em novos serviços e novas formas de cuidar da saúde das pessoas. Além disso, já temos um histórico de interação com startups e o LinkOne foi desenvolvido com o objetivo de fortalecer essa aproximação. Na primeira edição do programa, concluída recentemente, recebemos mais de 130 inscrições e, no contexto mineiro, vejo que temos uma atuação diferenciada no ecossistema de empreendedorismo", afirma Eudes Magalhães diretor Administrativo-Financeiro da Unimed BH. 

Para participar, as startups precisam ter um CNPJ ativo e produtos ou serviços em fases avançadas de desenvolvimento ou mesmo já disponíveis no mercado, nos eixos de trabalho definidos.
 
Inovação

Por meio do seu Centro de Inovação, a Unimed BH é parceira de aceleradoras, já promoveu hackathons (maratonas de empreendedorismo) e tem exemplos bem-sucedidos de conexão com startups.

Recentemente, a cooperativa realizou o primeiro de uma série de encontros para debater inovação e as principais tendências no setor de saúde. A estreia do Talks Unimed BH aconteceu no dia 17/07, no Auditório do Centro de Inovação, com o tema Inteligência Artificial (I.A.).

Entre os participantes estiveram várias referências no setor, como Nívio Ziviani, presidente do Conselho de Tecnologia da Kunumi, a principal startup de Inteligência Artificial do País; Cezar Taurion, diretor de Transformação Digital da Kick Corporate Ventures, fundo de investimento para startups; entre outros especialistas da UFMG, PUC Minas, IBM, Algar Telecom, Epitrack e da Unimed BH.

 


Tags: sócias   inovação   colaborando  

Publicado as 17:17 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [2] .
25 Quarta-feira · Jul, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Cuiabá promove Curso para Cuidadores de Idosos com Alzheimer
 
As ações voltadas ao cuidado e prevenção são prioridade da Unimed Cuiabá, que hoje compartilha sua experiência na editoria Colaborando. Confira!

Iniciativa em prol da qualidade de vida

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o Alzheimer é responsável em torno de 60 e 70% dos casos de demência registrados em todo o mundo. A organização estima que existam aproximadamente 47 milhões de pessoas diagnosticadas com Alzheimer, mas a cada ano surgem novos 10 milhões de casos. 
 
Pensando nisso, a Unimed Cuiabá promove o curso gratuito para Cuidadores de Idosos com Alzheimer, que já chegou à sua segunda edição neste ano. O evento visa a capacitação de cuidadores profissionais, familiares de idosos que receberam o diagnóstico e pessoas que convivem com portadores da doença, beneficiários de planos de saúde da cooperativa. 
 
"A boa informação alivia o trabalho, diminui as dúvidas e a ansiedade do cuidador e familiares, porque gera mais segurança para o trato com o paciente", avalia Dr. Rubens Carlos de Oliveira Jr., presidente da Unimed Cuiabá. Ele acrescenta que este é um projeto de grande relevância no posicionamento estratégico de valorizar o cuidado e conscientizar os beneficiários sobre o assunto. 

 


A necessidade de preparar os familiares para enfrentar situações cotidianas que podem causar estresse e até riscos é um dos objetivos do curso. "O idoso com Alzheimer necessita de cuidados integrais, por isso muitas vezes o cuidador esquece de cuidar de si e da própria saúde. As informações trazidas visam a melhorar tanto a vida do idoso, como a do cuidador", ressalta a geriatra Dra. Mariana de Carvalho, coordenadora do Viver Melhor.
  
A cuidadora Maria do Carmo Salles, que trabalha há 14 anos na área, opina que a ação da Unimed Cuiabá contribui com a reciclagem das suas práticas e esclarece questões que, mesmo com toda a experiência, ainda persistem. "De forma geral, este evento está abrindo meus horizontes e vai ajudar a me reorganizar", afirma.
 
A programação do curso contempla orientações sobre os cuidados que devem ser tomados com a alimentação dos pacientes, dicas de atividades físicas e sobre alterações comportamentais do idoso. 
 
Além desta iniciativa, a Unimed Cuiabá conta com o "Viver Bem", setor de medicina preventiva da Cooperativa, que coordena 11 programas de saúde, entre eles, o Viver Melhor, destinado a beneficiários com mais de 60 anos. 

 


Tags: prevenção   cuidado   idosos   cuiaba   colaborando  

Publicado as 14:44 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [5] .
18 Quarta-feira · Jul, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Londrina tem Programa de Inovação 

Incentivar e valorizar as ideias dos colaboradores é o principal objetivo do Programa de Inovação, PI (p), da Unimed Londrina, cooperativa que hoje divide sua experiência de sucesso na editoria Colaborando. Confira!

Incentivo às ideias 

Lançado em março, o Programa de Inovação, PI (p), já comemora a primeira ideia implantada na cooperativa. O projeto desenvolvido pela biomédica Natália Biatto, em parceria com a bioquímica Daniella Fernanda Bento e a gerente do Pronto Atendimento (PA), Eliane Sedemaca, consiste na realização do exame de Urocultura (exame de urina) no laboratório de microbiologia do próprio prontoatendimento da singular.

"Desde a inauguração do PA, este exame era terceirizado para rede prestadora. Com o crescente aumento da demanda, estudamos a viabilidade para realização no nosso laboratório, que poderia trazer economia", afirma Natália.

                          

De acordo com a biomédica, a ideia precisava de uma aprovação da Vigilância Sanitária. Assim que o programa foi lançado, o projeto foi inscrito no primeiro dia. "Junto com a liberação da Vigilância Sanitária, veio também a aprovação pelo Comitê de Inovação", explica. "Já tínhamos o desejo de realizar este exame aqui no PA, mas ver esta ideia funcionando nos impulsiona a pensar em vários outros projetos", almeja Natália.

                     

Segundo o gerente de Planejamento e Desenvolvimento, André Galletti, a economia estimada com este projeto será de aproximadamente R$ 5 mil reais mensais. "Conforme as regras, 5% da economia gerada durante os primeiros seis meses será dividida entre a equipe", conta Galletti. Além desta gratificação, Natália, Daniella e Eliane já dividiram R$ 500 com a implantação do projeto. Fora a ideia da biomédica implantada, há seis aprovadas pelo Comitê de Inovação e mais 15 em andamento.

A analista de Planejamento e Projetos e uma das responsáveis pelo PI, Isabella Nishikawa, calcula que o ganho total em seis meses será de R$ 600 mil reais. "Ainda há muitas ideias em potencial que podem gerar valor à cooperativa", complementa Isabella. 

 


Tags: inovação   ideias   unimedlondrina   colaborando   colaboradores  

Publicado as 15:25 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [2] .
11 Quarta-feira · Jul, 2018

Colaborando

Colaborando: Espaço Sinta-se Bem centraliza experiência do modelo de Atenção Integral à Saúde na Unimed Goiânia

Quem apresenta sua experiência nesta edição da editoria Colaborando é a Unimed Goiânia, que conta um pouco sobre o trabalho desenvolvido no Espaço Sinta-se Bem, que reúne diversos serviços para oferecer um atendimento integrado ao beneficiário.

Atendimento humanizado aos beneficiários 

Inaugurado em setembro do ano passado, o Espaço Sinta-se Bem, mais novo complexo de saúde da Unimed Goiânia, abriga um projeto piloto de Atenção Integral à Saúde, além do Programa de Atenção à Saúde (PAS - Medicina Preventiva). Ambos têm como objetivo centralizar iniciativas importantes de modernização e humanização do atendimento, a fim de incentivar uma medicina com foco na promoção da saúde e no acompanhamento multidisciplinar do paciente.

            

Entre as ações desenvolvidas, está o olhar específico para a saúde do idoso a partir do monitoramento das doenças crônicas, por meio do PAS - Programa de Apoio ao Paciente Crônico (PAPC) e Programa de Assistência Domiciliar (UniDomiciliar). Cerca de 29 mil beneficiários já foram atendidos por esses programas, que auxiliam nos cuidados paliativos e alimentares de pacientes com diabetes mellitus, doença pulmonar obstrutiva crônica, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial sistêmica, inatividade física, insuficiência respiratória e reabilitação pulmonar.

O UniDomiciliar, que atua especificamente na modalidade de assistência em domicílios (desospitalização), monitora 5.300 beneficiários, 3.510 acima de 49 anos. Desses, 63% apresentam hipertensão arterial, 9% diabetes e 28% hipertensão arterial e diabetes. 

Essas experiências foram desenvolvidas no modelo de Atenção Integral à Saúde, em fase piloto de implementação na Unimed Goiânia, em parceria com o PHD Consult, e se interligam ao Programa de Educação Médica Continuada, responsável por difundir conhecimento e práticas médicas para aproximar e envolver cooperados.

A implantação do novo modelo de plano de saúde para os colaboradores da Unimed Goiânia também faz parte da consolidação dessa nova fase. Assim, eles terão o chamado "médico de família", uma espécie de gestor do cuidado, em uma equipe de referência composta pelos seguintes profissionais: enfermeira, clínico geral, ginecologista, pediatra, nutricionista, psicólogo, farmacêutico clínico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e dentista. Cerca de cinco equipes de referência atenderão os beneficiários. Se for um caso muito específico, o paciente é direcionado para um especialista, com o acompanhamento do seu médico. Segundo estudos realizados para a implantação dessa iniciativa, cerca de 80% dos problemas são solucionados com a equipe de referência. A experiência entra em vigor a partir do dia 1° de agosto. Cooperados estão sendo convidados a fazer parte do corpo de especialistas do novo plano. 

Além disso, são desenvolvidos também o Programa de Apoio à Gestante e ao Recém-Nascido, Saúde Corporativa, Reeducação Alimentar para gestantes, adultos, crianças e adolescentes, fisioterapias (ginecológica e urológica) e oficinas práticas para o cuidado ambulatorial.

 


Tags: colaborando   unimedgoiania  

Publicado as 17:04 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [1] .
04 Quarta-feira · Jul, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Porto Alegre aposta no "Unimed Conhecimento" para relacionamento com o cooperado

As Unimeds agora contam com um espaço no Blog Central para compartilhar conhecimentos, iniciativas e ideias com todas as cooperativas do Sistema, por meio da editoria Colaborando. Hoje a Unimed Porto Alegre divide sua experiência com cooperados. Confira abaixo:

        

Temas contemporâneos, voltados ao bem-estar e à saúde

A Unimed Porto Alegre lançou, em maio deste ano, o ciclo de palestras Unimed Conhecimento, uma iniciativa do Núcleo de Desenvolvimento Humano que integra a Diretriz de Aproximação com o Cooperado e que tem como objetivo elevar a satisfação deste público com a Unimed, bem como valorizá-lo.

A ação visa proporcionar aos cooperados da singular, novas interações com temas contemporâneos, voltados ao bem-estar e à saúde do médico, além de proporcionar autoconhecimento e despertar interesse sobre temas diversificados e inovadores. 

O primeiro encontro foi realizado com Pedro Schestatsky, neurologista e PhD pela Universidade de Harvard, sobre "Medicina do Futuro: Seremos Todos Imortais?", e contou com a participação de mais de 130 cooperados. A satisfação com o evento foi de 89% do público.

A segunda palestra ocorreu em junho e, desta vez, participaram 110 cooperados. Na ocasião, o especialista em gastronomia funcional, Marcelo Facini, abordou a alimentação consciente. As próximas palestras devem abordar a consciência do futuro, inovação, cuidados paliativos e vida e filosofia.

 


Tags: colaborando   cooperados   portoalegre  

Publicado as 15:34 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [1] .
26 Terça-feira · Jun, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Vitória compartilha iniciativa para fortalecer o "Jeito de Cuidar Unimed"
 
Hoje é a vez da Unimed Vitória compartilhar uma experiência exitosa na editoria "Colaborando". A seguir, conheça a ação "Dia da Empatia", iniciativa promovida para os colaboradores da singular, que fortalece o Jeito de Cuidar Unimed. 
 
Contribua também com a experiência de sua cooperativa. Basta enviar um e-mail para [email protected] ou entrar em contato no telefone (11)3268-7203. As matérias serão divulgadas semanalmente. 

           

Dia da Empatia é sucesso e terá segunda edição
 
Com o objetivo de sensibilizar os colaboradores quanto à importância de se colocar no lugar do outro, a Gerência de Pessoas (Gepes) da Unimed Vitória realizou, nos dias 15 e 16 de março deste ano, a primeira edição do Dia da Empatia. O projeto tem o objetivo de fortalecer o programa Jeito de Cuidar. 
 
Na ocasião, superintendentes e gerentes da singular puderam exercer atividades em outras áreas da cooperativa, promovendo mais interação e uma nova cultura de apoio, respeito e cuidado com o próximo. Entre as funções assumidas pelos participantes da ação, estavam as de copeiros, maqueiros, atendentes e secretários de clínica.
 
A "troca de lugar" aconteceu em diversas unidades, como Hospital Unimed, Oncologia, Centro de Especialidades, Espaço do Cliente, entre outros, e foi considerada pelos participantes uma experiência de intenso aprendizado e de fortalecimento da cultura de apoio e respeito entre os funcionários.

Para o gerente de Negócios, Márcio Klein, que passou o dia como colaborador do SOS Emergências Médicas, a experiência mostra a importância do trabalho de cada um para o crescimento da empresa. "Vivenciando um dia como colaborador do SOS, consegui refletir sobre a complexidade e importância do trabalho do colega. Todos temos um papel fundamental para o resultado da cooperativa, por isso, devemos respeitar e valorizar o trabalho do outro. Com certeza é um grande aprendizado", disse.
 
A ouvidora, Ana Maria Araújo, tem o mesmo ponto de vista: "amei a iniciativa de trabalhar um dia como atendente da recepção do HU. Ações como essa fortalecem a cultura do cuidado e do respeito no ambiente de trabalho", avalia.
 
O sucesso da primeira edição foi tão grande que um novo Dia da Empatia já está previsto para o final de julho. Dessa vez, as inscrições serão abertas para coordenadores, colaboradores e médicos. De acordo com o gerente da Gepes, Cosme Péres, "a ideia é que a maior parte dos funcionários da Unimed Vitória assuma, por um dia que seja, a posição de outro colega durante um dia inteiro de trabalho".

 


Tags: colaborando  

Publicado as 17:22 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [17] .
20 Quarta-feira · Jun, 2018

Colaborando

Colaborando: Unimed Poços de Caldas compartilha estratégias para o envolvimento do cooperado 


A Central Nacional Unimed estreia seu espaço para troca de experiências entre as cooperativas associadas. Nesta edição a Unimed Poços de Caldas mostra o investimento na educação e no engajamento dos cooperados para construir o sucesso de sua história. Confira:

Investimentos em educação e no engajamento dos cooperados
constroem o sucesso da Unimed Poços de Caldas

A última Assembleia realizada pela Unimed Poços de Caldas, em março deste ano, teve a participação de 75% dos cooperados. Este índice, média de todas as reuniões realizadas ao longo dos anos, é resultado de investimentos em dois pilares essenciais para o sucesso de qualquer cooperativa: a educação e o envolvimento dos associados. Desde que foi criada, investe continuamente na promoção de ações de capacitação e de incentivo ao engajamento de seus cooperados.

Investimentos 

Durante o ano é promovida uma série de atividades com a participação de especialistas para debater assuntos atuais, que colaborem para o aperfeiçoamento da equipe e ampliem a qualidade do atendimento aos beneficiários. Só no primeiro semestre de 2018 já foram realizados eventos como o 2º Simpósio sobre Cirurgia Segura, Capacitação Técnica para Manejo e Vigilância de Arboviroses e palestras sobre Declaração de Óbito e Prontuário Eletrônico, sempre com significativa participação dos cooperados.

Café Estratégico reúne cooperados, entre eles, Paulo Januzzi de Carvalho, diretor Técnico Operacional da CNU e conselheiro da Unimed Poços de Caldas.

São realizados ainda o Café com o Cooperado, hoje Café Estratégico, e as Reuniões dos Comitês de Especialidades. 

Implantado há 15 anos, o Café Estratégico apresenta o balanço financeiro e de atividades, e gera debates e sugestões sobre temas de interesse da cooperativa. A participação é muito efetiva, na última edição 93% do público esteve presente.

As Reuniões dos Comitês de Especialidades fazem parte das ações sobre a Pesquisa de Satisfação e estão inseridas no Programa de Relacionamento com o Cooperado. Divididos por especialidades, discutem assuntos específicos de suas áreas e apresentam suas propostas.

Todas estas ações são acompanhadas pelo Comitê Educativo e a presença nos eventos garante pontos que são revertidos em benefícios para os cooperados. O índice de aprovação é de 95,22%.

Para Ari Fernandes de Araújo Porto, um dos sócios fundadores da Unimed Poços de Caldas, o envolvimento dos cooperados tem sido fundamental. "Temos um sentimento forte de propriedade e um carinho muito grande pela nossa cooperativa, que contagiam os novos cooperados. É gratificante ver os mais novos participando ativamente, prestigiando os eventos e integrando os conselhos".

Odilon Trefíglio, presidente da Unimed Poços de Caldas, também fala sobre a participação dos grupo nas atividades propostas. "Ter o cooperado presente no nosso dia a dia colabora para que tomemos decisões mais assertivas e trilhemos os melhores caminhos", disse.

 

 


Tags: colaborando   poçosdecaldas  

Publicado as 15:48 por Tamires Lozano Vianna  |  Comentários [4] .
Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2009 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar